(DES) FACILITADORES

Não estamos aqui para te facilitar a vida. Se queres facilidades é melhor ficares em casa a ver televisão.

Um ser humano em permanente descoberta. De si mesma, dos outros e do mundo!!! ...

Oficina Clown

ANA FELICIANO

Do Alentejo para Lisboa e de Lisboa para o mundo assim é o tamanho do seu coração. Um palhaço que gosta tanto de rir como de chorar ...

Oficina Clown

HUGO PEREIRA

Palhaça de corpo e alma, já cruzou do Perú à Rússia com Patch Adams e Maria's Children. Tem dentro de sim uma alforreca e muito mais  ... 

Oficina Clown

JOANA PICOLO

É um palhaço tresloucado, corajoso e que às vezes congela ao pensar, não por falta mas por excesso de ideias e direcções contraditórias ...

Clown Sagrado e Clown Galático

RICARDO LAPÃO

É um palhaço tímido que se acha muito sensual e que quando ri demais fica com azia, ou ficava porque já se viu livre dela! ...

Clown Sagrado e Clown Galático

RODRIGO DIAS

É uma palhaça cheia de cultura e um poder de absorção de músicas sem grandes conteúdos com Saturno em Escorpião na casa 7 ...

Oficina Clown

DALILA LAMOUR

A Inês é uma palhaça sonhadora, curiosa, aventureira e viciada em sair da sua zona de conforto. Consigo traz sempre a sua força ...

Oficina Clown

INÊS CUNHA

A rir e com pessoas a rir em sua volta é que ele se sente bem. É um palhaço que faz magia e um mágico que faz palhaçadas ...

Oficina Clown

JOÃO MACHADO

De mãos dadas com Abre-Pestanas, o palhaço que mora no seu coração, adora partilhar carinho e a sua imensa curiosidade ...

Oficina Clown

RICARDO PEREIRA

MAIS INFORMAÇÃO

Ana Feliciano

Ontem? Uma menina “bem comportada” sempre na expectactiva de agradar aos outros. Tímida, stressada e confiante foi estudar para Évora onde se licenciou em Economia. Trabalha à distância e volta 1 vez por semana em trabalho ao Alentejo de onde saiu há 13 anos. Hoje? Mãe de 2 miúdas que a ajudam a ser mais consciente! Esposa de um gajo espectacular que é o seu melhor amigo há 20 anos!! Mulher, quarentona, amiga, filha, tia… e que com a Oficina Clown redescobriu-se a si e na relação com os outros! É alguém muito curiosa pela palhaça que há em si e nos outros. Apaixonada por desenvolvimento pessoal, educação e ecologia emocional e ambiental. A cada dia tenta ser mais consciente nas suas escolhas e compras que acredita serem o nosso “voto” diário de cidadãos do mundo neste mundo que é a nossa casa: a “Terra”! Amanhã? Não sabe… e hoje não se preocupa “tanto” em fazer planos.

Dalila LaMour

Desenvolve diversas actividades na área de arte-educação. Já foi Spice Girls Cover (se você não conhece, vale a pena pesquisar no Youtube) e brincou na rua até os 14 anos de idade. Licenciada em Pedagogia, trabalhou dez anos na área social como educadora em diversos projectos sociais no estado de São Paulo (Brasil). Já passou por aulas de teatro, canto, desenho, graffiti, dança, mas encontrou-se no Universo do Clown. Em 2017 aterrissou em Portugal e de lá pra cá vem se dedicando a sua carreira artística. Em conjunto a um bando de palhaços unidos pela Oficina Clown (a)fundou a Família Tal e Clown que costuma sair clandestinamente pelas ruas de Lisboa e Cascais a partilhar sorrisos e alegria. É fascinada por pão de queijo e toda a semana começa e termina rigorosamente a sua dieta. 

Hugo Pereira

Deixou o seu querido Alentejo para estudar Economia em Lisboa porque queria (tentar) perceber as regras do jogo antes de jogá-lo como gestor. Sempre foi bom aluno, sempre cumpriu as expectativas dos outros e quando percebeu que isso não o realizava mandou tudo ao ar e foi viver para a Malásia durante 6 meses. Hoje, trabalha com informação financeira onde tem uma relação de amor/ódio com o excel mas é na inovação social que quer vingar. Tem acumulado experiências em consultadoria e inovação social. É responsável pelo desenvolvimento das actividades da Culture Papillon em Portugal. É um palhaço tímido, sensual, malandreco, danado para a brincadeira e extremamente sensível! É muito feliz a fazer clown nas ruas com a Família Tal e Clown. Adora dizer que trabalha em part-time e ser aquela pessoa que faz muitas coisas diferentes... fá-lo sentir-se especial!

Inês Cunha

A sua sede de saber não a deixa descansar e está sempre à procura do próximo desafio! A Inês gosta muito de vela e já andou à boleia pelo Mediterrâneo, contrariando os ditados da mãe de não confiar em estranhos. Apaixonada por pessoas e desenvolvimento pessoal, a Inês concluiu o Mestrado em Gestão de Recursos Humanos. Tem muita experiência a trabalhar com jovens na área da formação comportamental através de métodos de educação não-formal. Neste momento faz parte da Associação Inspiring Future e dinamiza projectos de formação em universidades por todo o país, com o objectivo de desenvolver as soft skills dos estudantes. E porque um só desafio não chega, a Inês está também a lançar o seu projecto pessoal na área do Coaching. Vê a Oficina Clown como um espaço único em que tudo é possível, sem limites e sem julgamento. Um espaço de crescimento interior e de desenvolvimento constante!

Joana Picolo

É uma palhaça de poucas palavras que adora ser vista, e às vezes desata a correr sem razão aparente. Licenciada em Fotografia, pratica Filme Experimental, em que tenta dar forma e som àquilo que, dentro dela, não sabe dar nome. É uma estudiosa de medicinas naturais e gosta de dizer que faz a sua pasta de dentes. Viajou como palhaça humanitária com as organizações Patch Adams e Maria’s Children, onde descobriu que adora simplesmente estar em relação com pessoas, mesmo sem falar a língua delas. Hoje, é membro da Família Tal e Clown, visitando de tempo em tempo as ruas em trajes destoantes, com o objectivo de criar relação com as pessoas que passam a partir de um lugar de carinho. Nesta oficina é criadora de espaços seguros e de curiosidade para cada um explorar as possibilidades que o clown lhe traz.

João Machado

Ainda que muito atinadinho nos trabalhos de casa, sempre foi dos mais malucos do grupo, ou pelo menos com mais vontade em brincar com a sua loucura, Gertrudes é o seu nome. A sua espectacular família é a sua grande fonte de inspiração, pelas ideias e reconhecimento que lhe dão. Gosta de fazer coisas com a suas próprias mãos e desde pequenino que gosta de brincar às mascaradas. Profundo crente da Mary Poppins e na magia que a vida tem. Basta acreditar...
Desde que o João começou a levar “a sério” isto do Clown e de brincar, a sua vida ganhou infinitas dimensões, pois a brincar podemos tudo.

Ricardo Pereira

Chegou ao planeta terra num sábado e até hoje ainda não descobriu o que ele é, mas pode contar algumas das aventuras por onde já passou. Começou por fazer de actor anónimo e o seu papel favorito era o de menino bem educado. Licenciado em Eng.ª Informática, começou a trabalhar com estados alterados de consciência e como facilitador de meditação para o Monroe Institute. Mais tarde enveredou numa viagem de auto-descoberta até ao Canadá. Desde a volta a Portugal, já exerceu actividade como Life-Coach, palestrante e terapeuta do carinho, caminhos que o levaram ao encontro da Oficina Clown. Enquanto palhaço tem participado em intervenções de street clowning bem como contribuição para com causas sociais tais como acolhimento institucional infantil, lares de idosos e outros. Faz parte da Família Tal e Clown, um grupo de palhaços do qual é membro fundador, com quem actua e intervém em diferentes ambientes.