PLIM - Uma aventura e pêras! é um retiro ao contrário, ou seja, é um ponho (não adianta procurar no Google pois é algo novo).
Acreditas em magia? Há quanto tempo não choras a rir? Tens saudades de brincar como se não houvesse amanhã? O que é que seria possível se te desligasses do ruminar do dia-a-dia por 48h?
“It's kind of fun to do the impossible!” – Walt Disney
A nossa proposta para este fim-de-semana é viver de forma totalmente imersiva num mundo imaginário, atingindo níveis ridículos de alegria e prazer. Neste fim-de-semana não vamos ensinar técnicas, nem práticas espirituais, não te vamos colocar um nariz vermelho, nem te pedir para nos fazeres rir. Vamos vivenciar na prática o que é isto de ser adulto com a permissão de uma criança.
Este trabalho é inspirado pela nossa experiência enquanto (des)facilitadores da Oficina Clown e pela nossa vivência enquanto animadores nos campos de férias da Candeia. A partir deste dois mundos queremos levar-te a esse estado em que estás em completa sintonia contigo. Sabemos que nesse estado as tuas possibilidades se podem expandir para o infinito.
Neste ponho não queremos que te retires para lado nenhum, queremos que te ponhas na tua totalidade e para isso vamos proporcionar-te um espaço fantástico repleto de magia, onde vais poder:
  • brincar, cantar e dançar;
  • imaginar, criar e destruir;
  • partilhar, refletir e relaxar;
  • sonhar e talvez até voar!
 
E vais poder fazer tudo isto sem que te julguem, mas acima de tudo sem que tu te julgues.
Horário
  • Início no dia 26 de Maio de 2017 às 19h.
  • Fim no dia 28 de Maio de 2017 às 19h. 
Valor de Troca
  • 200€ (inclui estadia em regime de hostel e toda a alimentação)
Local
Outras informações:
  • O grupo tem um limite de 20 participantes, para garantir que é um espaço de intimidade.
  • Não é necessário já ter participado em nenhuma das nossas actividades.
  • Seremos uma equipa de 7 pessoas com talentos muito diferentes, para te proporcionar a melhor experiência possível.

A EQUIPA DE SONHO!

Carla Barros, a operacional

A Carla é a nossa profissional das check-lists. É ela que garante que as ideias mais estapafúrdias que temos são exequíveis. É os nossos pés na terra. Durante o PLIM vai estar responsável por coordenar toda a barafunda logística que uma aventura deste calibre provoca. E claro, vai arranjar forma de que tudo o que façamos tenha a menor pegada ecológica possível.

Leonardo Varella-Cid, o músico

O Leonardo é um criativo da guitarra. As melodias e os ritmos que produz são emocionantes e vão certamente tornar-se num dos elementos mais celebrados do PLIM. É também um animador experiente com imensos recursos, engenheiro e engenhocas que colocaria o professor Pardal a um canto. Tem também um afinado sentido de humor. Não é supersticioso porque dá azar.

Mónica Silvério, a livre

A Mónica é a nossa tapa-buracos. O que é um luxo, pois no seu dia-a-dia ela gere uma empresa com mais de vinte pessoas. Durante o PLIM vamos poder contar com a sua inesgotável e contagiante energia para nos pôr a todos a saltar, a dançar e a cantar. A sua presença é uma garantia da qualidade do trabalho que estamos a desenvolver e dá-nos confiança para ousar ir mais longe.

Ricardo Lapão, o humanista

O Ricardo é a alma do PLIM. A ideia nasceu numa das suas deambulações existencialistas, enquanto procurava uma forma de tornar real esta possibilidade de sermos adultos com a permissão de uma criança. É um terapeuta e facilitador experiente, com uma capacidade especial de se sintonizar com cada pessoa. Provavelmente irá estar a refletir sobre cada passo desta aventura, mesmo depois da aventura já ter terminado.

Rita Osório, a artista

A Rita é a nossa sonhadora, cuja imaginação flutua como uma borboleta colorida em paisagens de encantar. Ela é a responsável por esculpir no mundo real, o mundo imaginário do PLIM. Com toda a sua experiência do mundo do teatro, dos filmes e da publicidade, contamos com ela para criar cenários simples que nos toquem o coração e nos inebriem a alma. É uma sorte ter a Rita na equipa.

Rodrigo Dias, o planeador

O Rodrigo é a nossa bússola interna que nunca perde o Norte de vista, deixando-nos espaço para explorar com confiança diferentes azimutes. É um líder nato e um contador de histórias por natureza. Será a garantia de um plano sólido e de qualidade, fazendo a ponte com a inspiração do momento. A sua especialidade é ser grande enquanto é pequeno e ser pequeno enquanto é grande. É também um facilitador de grupos experiente que utiliza a sua generosidade, amor e atenção para que o espaço seja sempre seguro.

ONDE TUDO SE PASSA

A Quinta do Pouchão está localizada na Região do Centro, distrito de Santarém, entre a cidade de Abrantes e a vila do Sardoal. Em termos de distâncias e tempo de deslocação, a Quinta do Pouchão fica a apenas 1 hora e 15 minutos de Lisboa pela autoestrada (A1 e A23), ou a cerca de 2 horas por estrada (N118, N3 ou N2). Fica ainda a 2h do Porto (A1, A13 e A23), a 1h15m da Guarda (A23) e a 3h15m de Faro.

Quinta do Pouchão, caminho do Pouchão, 2200 Abrantes

Coordenadas GPS: 39º30’10,7” N / 8º10’06,5” O

39.502972, -8.168472